Canyons do Sul, um lugar fascinante

18.08.2015

 

 

O maior conjunto de canyons da América do Sul, com paredões enormes, rios que rodeiam pedras gigantes, abismos, paisagens belíssimas, campos verdes, florestas, cachoeiras e água purinha, é um retrato da historia da Terra.

 

Essa história que ocorreu a mais ou menos 130 milhões de anos atrás, quando a América do Sul e África estavam juntas. Nesse período ocorreu uma fragmentação dos continentes, houve extravasamento de lava vulcânica, que resultou em uma espécie de rachadura na terra, deixando para nós essa grandiosa obra da natureza.

 

 Um lugar abençoado, com beleza rude, selvagem, porém sedutora, faz dos canyons uma das paisagens mais belas do Brasil. Localizado nas áreas dos parques nacionais da Serra Geral e Aparados da Serra, entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, parece que estamos mais pertinho do céu, tão pertinho que em dias com nevoas, parece que estamos pisando em nuvens. O local que fica a 1400 metros de altitude nos provava sensações bem diferentes. Ao mesmo tempo que parece estarmos num gigante campo sem conseguir enxergar o fim, nos deparamos com chão terminando, bem perto nossos pés.

 

 

Os vales por onde correm os rios dentro dos canyons chegam a ter doze quilômetros de extensão, alguns formam cordilheiras, outros podemos perceber as camadas que formaram marcas nos paredões por causa dos derrames vulcânicos que ocorreram em diferentes tempos da existência dos  canyons

 

Este lugar tão imenso possui 36 cânions espalhados por mais de 200 quilômetros.

 

 

 

 

 

 

Alguns deles são:

 

Canyon Fortaleza

 

 

Um dos mais visitados, porém com mais difícil acesso, possui paredes de até 900m de altura e 7,5km de extensão.

Neste canyon encontramos algumas trilhas, nas quais indicamos ir com um guia para facilitar a localização e caminhada.

 

 

Canyon Monte Negro

 

Com enormes paredões de rochas e mais de 100m de altura, em dias claros pode avistar o litoral catarinense. 

 

O Pico Monte Negro, ponto mais alto do estado do Rio Grande do Sul, com 1403m de altitude, se destaca dentre os campos do alto da serra pela coloração verde escura da mata de araucárias.

 

Não existe uma trilha específica que leva ao topo, mas o caminho é fácil de chegar. 

 

 

 Canyon Itaimbezinho

 

Canyon caracterizado por suas paredes mais íngremes e profundidade de até 720m, tem de extensão 5,8km e a distância máxima entre suas paredes é de no máximo 2km.

 

Canyon Índios Coroados

A apenas 500m da estrada da Serra do Faxinal, na divisa de SC e RS, este canyon tem fácil acesso.

O Índios Coroados possui apenas 1,5km de extensão e uma profundidade de até 700m.

 

 

Todos os rios, dos mais rasos aos mais profundos, além de esculpirem pedras gigantes, alguns formam cachoeiras espetaculares e outros formam ilhas, para contemplar ainda mais a paisagem do local.

 

 

Tanto os rios como as cachoeiras são impossíveis saber o número existente nesta região, além de também não ser possível descrever uma característica semelhante entre eles, pois devido os relevos e pedras, cada um possui sua forma e se transforma com o passar do tempo.

 

A Região Caminho dos Canyons possibilita diversas atividades de ecoturismo, trilhas, trekking, rapel e caminhadas ecológicas.

 

 

 

 

 

 

Para maiores informações, roteiros e pacotes de viagem, entre em contato conosco.

 

Please reload