A grande São Paulo

25.01.2016

Parabéns minha grande São Paulo!

 

 

 

 

São Paulo é a cidade mais populosa do Brasil e o principal centro financeiro, corporativo e marcantil da América do Sul.

 

Além de ser uma das mais importantes cidades do Brasil, São Paulo é a cidade brasileira mais influente no cenário global, sendo considerada a 14ª cidade mais globalizada do planeta, recebendo a classificação de cidade global alfa, por parte do Globalization and World Cities Study Group & Network (GaWC).

 

 

Conhecida por “terra da garoa” é uma cidade apaixonante que você encontra tudo que desejar a qualquer hora do dia ou da noite.

 

Por isso nossa homenagem no dia de hoje vai para essa cidade linda!

 

Vamos pros principais pontos turísticos da cidade:

 

 

Parque Ibirapuera:

 

 

O Parque Ibirapuera é o mais importante parque urbano da cidade de São Paulo, Brasil. 

 

Foi inaugurado em 21 de agosto de 1954 para a comemoração do quarto centenário da cidade. E superado em tamanho apenas pelo Parque do Carmo e pelo Parque Anhanguera.

 

Dentro do parque há inúmeros museus, auditórios, bienal e outros espaços.

 

O parque conta com ciclovia e treze quadras iluminadas, além de pistas destinadas a corridas, passeios e descanso, todas integradas à área cultural.

 

Sua área é de 1,584 km², e os seus três lagos artificiais e interligados ocupam 15,7 mil m².

 

Em 2012 e 2013 foi apontado pela rede social Facebook como o local mais popular em todo o Brasil para se fazer check-in.

 

Mais informações em: www.parqueibirapuera.org/

 

 

 

MASP

 

 

Fundado em 1947, o MASP foi idealizado por Assis Chateaubriand, empresário e jornalista, e Pietro Maria Bardi, jornalista e crítico de arte italiano. A princípio, instalou-se em quatro andares do prédio dos Diários Associados, império de Chateaubriand formado por 34 jornais, 36 emissoras de rádio, 18 estações de televisão, editora e a revista O Cruzeiro. 

 

A nova sede, na próspera Avenida Paulista, foi projetada por Lina Bo Bardi. Foram 12 anos entre projeto e execução. Lina trabalhou sob uma condição imposta pelo doador do terreno à prefeitura de  São Paulo: a vista para o Centro da cidade e para a Serra da Cantareira teria de ser preservada, através do vale da avenida 9 de Julho.

 

O edifício sede do museu, com 11.000 metros quadrados divididos em 5 pavimentos e com vão livre de 74 metros, é o ícone da cidade de São Paulo. Em 1982 foi tombado pelo CONDEPHAAT – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado e em 2003 pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.  

Além de museu, o MASP é um centro cultural que proporciona diversas atividades ao público, como cursos livres, programas públicos como palestras e seminários; espetáculos de dança, música e teatro, entre outras tantas atividades realizadas durante todo o ano. 

 

Mais informações em: www.masp.art.br/

 

 

Sala São Paulo

 

 

O imponente edifício da Estrada de Ferro Sorocabana abriga hoje a Sala São Paulo, sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e uma das mais importantes casas de concertos e eventos do País.


Projetado por Christiano Stockler das Neves em 1925 ―período em que a cidade, estimulada pelo café e pela ferrovia, crescia em ritmo acelerado― o prédio, marcado pela sobriedade dos ornamentos e detalhes do estilo Luís XVI, seria concluído somente em 1938, quando a urbanização de São Paulo já se caracterizava pela presença de automóveis, minimizando a utilização de bondes e trens.

As principais áreas do edifício já vinham sendo locadas para a realização de festas e eventos institucionais quando, em 1997, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo assume seu controle para transformá-lo no Complexo Cultural Júlio Prestes.


Situada no centro da Cidade, vizinha da Pinacoteca do Estado e do Museu de Arte Sacra, a Sala São Paulo fez realizar o potencial de revitalização da região.

Tombada como patrimônio histórico pelo Condephaat, a Sala São Paulo foi inaugurada em 9 de julho 1999 com a apresentação da sinfonia A Ressurreição, de Gustav Mahler, pela Osesp, para ser mantida como importante marco de nossa cidade.

 

Mais informações em: http://www.salasaopaulo.art.br/

 

 

Theatro Municipal

 

 

O Theatro Municipal surgiu para a cidade de São Paulo como um grande símbolo das aspirações cosmopolitas do início do século 20. Cada vez mais refinada e com mais recursos provenientes do ciclo do café, a alta sociedade paulistana espelhava-se em valores europeus e desejava uma casa de espetáculos à altura de suas posses para receber grandes artistas da música lírica e do teatro.

 

A luxuosa construção, fortemente influenciada pela Ópera de Paris, foi considerada ousada para a época, com traços renascentistas e barrocos na fachada e, em seu interior, muitos adornos e obras de arte: bustos, bronzes, medalhões, afrescos, cristais, colunas neoclássicas, vitrais, mosaicos e mármores.

 

Nos mais de 100 anos de história, três grandes reformas marcaram as mudanças e renovações no Theatro. A primeira delas, em 1954, criou novos pavimentos para ampliar os camarins, reduziu os camarotes e instalou o órgão G. Tamburini; a segunda, de 1986 a 1991, restaurou o prédio e implementou estruturas e equipamentos mais modernos.
 Para celebrar o centenário, o Theatro Municipal de São Paulo passou pela terceira reforma, bem mais complexa que as anteriores, que restaurou o edifício e modernizou o palco. 
As fachadas e a ala nobre foram restauradas, os vitrais recuperados, as pinturas decorativas, com base em fotos antigas, foram refeitas e o palco foi equipado com modernos mecanismos cênicos, sem, entretanto, resolver os problemas de estrutura e espaço nos camarins e salas de ensaio, solucionados somente com a construção  e inauguração da Praça das Artes, que em 2013 passou a abrigar os grupos artísticos do Theatro e as escolas municipais de música e dança.

 

Mais informações em: http://theatromunicipal.org.br/

 

 

Edifício Itália

 

 

 O Edifício Itália (cujo nome oficial é Circolo Italiano) é o segundo maior prédio da cidade de São Paulo e do Brasil em altura, com 165 metros [2] (151 m [2] a partir do nível da rua) distribuídos em 46 andares[3] . Inaugurado em 1965, é atualmente um dos marcos da cidade, protegido pelo Patrimônio Histórico por ser um dos maiores exemplos da arquiteturaverticalizada brasileira.

 

A construção do Itália foi permitida pelas autoridades municipais apenas por se localizar em um dos pontos focais de São Paulo (na esquina das avenidas Ipiranga e São Luís, no centro da cidade), segundo consta nos documentos guardados pela administração do edíficio.

 

Um dos maiores destaques do edifício Itália é o restaurante localizado no seu topo, conhecido como Terraço Itália, que permite uma vista em 360 graus da cidade, sendo um dos maiores pontos turísticos da capital paulista.

 

No andar térreo do edifício há também um teatro e uma galeria. Em dois pequenos prédios anexos encontra-se um antigo clube (o Circolo Italiano, que ocupava a área antes mesmo da construção do prédio). Os demais andares são ocupados por escritórios.

 

Mais informações em: http://www.edificioitalia.com.br/

 

Mais alguns!!!

 

- Conjunto Nacional

www.ccn.com.br/

 

- Mercado Municipal

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/trabalho/abastecimento/mercado_paulistano/index.php?p=151237

 

- Catedral da Sé

www.catedraldase.org.br/site/?page_id=2

 

- Pateo do Collegio

www.pateocollegio.com.br

 

- Museu da Língua Portuguesa

www.museudalinguaportuguesa.org.br

 

- Pinacoteca do Estado

www.pinacoteca.org.br  

 

- Museu do Futebol

www.museudofutebol.org.br

 

- Museu do Ipiranga

www.mp.usp.br/

 

- Bairros:

Liberdade

Vila Madalena

Estação da Luz

 

 Conheça São Paulo!!!

 

Please reload