Air France recebe o primeiro Boeing 787 Dreamliner de sua frota com batismo no Aeroporto de Paris

 

O B-787 consome até 20% menos combustível, emite menos CO2 e é mais silencioso

 

 

A Air France celebrou mais um momento histórico no dia 2 de dezembro de 2016. A companhia incorporou o primeiro Boeing 787 Dreamliner, um dos aviões mais modernos e sustentáveis do mundo, à sua frota. Para comemorar a nova aquisição, a aeronave foi batizada com jatos d’água na pista do Aeroporto de Paris – Charles de Gaulle.

 

“É uma honra receber o primeiro B-787 da Air France, o 9° do Grupo Air France-KLM. O Dreamliner marca o começo de um novo estágio de modernização de nossa frota e oferecerá aos clientes o melhor dos produtos e serviços da Air France”, disse Frank Terner, CEO da Air France.

 

A inclusão do novo B-787 na malha área da Air France faz parte da contínua estratégia de crescimento e otimização de serviços. O Dreamliner da companhia francesa oferta 276 lugares, sendo 30 na Business, 21 na Premium Economy e 225 na Economy, tem Wi-Fi a bordo, janelas 30% maiores que os aviões convencionais e mais conforto e espaço nos assentos da Premium Economy. Além disso, a aeronave consome até 20% menos combustível, se comparada às aeronaves de gerações anteriores; um atributo importante, já que reduz a emissão de CO2. Outra vantagem é que o Dreamliner proporciona uma viagem mais confortável, já que ele também é mais silencioso.

 

 

O primeiro voo comercial do B-787 da Air France está agendado para o Cairo (Egito), em 9 de janeiro de 2017, mas passageiros poderão experimentar o Dreamliner em um dos quatro voos inaugurais previstos para acontecerem no início de janeiro de 2017 pela França:

 

- 7/1, 8h30 - Córsega e Mediterrâneo, voo AF-787;
- 7/1, 13h30 - Sudoeste - Gasconha, voo AF-789;
- 8/1, 8h30 - Bretanha, voo AF-787.
- 8/1, 13h30 - Tour da França, voo AF-789.

 

Ainda não há previsão de operação do Dreamliner nas rotas para o Brasil. A Air France receberá, também, uma segunda aeronave em abril de 2017, que servirá Montreal a partir de 1º de maio de 2017.

 

 

 

Please reload