Destino gastronômico: Maceió, a capital alagoana

17.04.2017

Depois de muita pesquisa na internet e pitacos de amigos, resolvi escolher meu destino para o Feriado de Páscoa: Maceió, a capital alagoana.

 

Olha, não foram motivos para ficar em dúvida com o Nordeste: belas praias, gastronomia maravilhosa que sempre escutei falarem e claro, o povo maravilhoso. Mas, com base nos pitacos de amigos, como a da Catharina Castro (ahhh, e ela tem um blog super legal, vale a visita www.cathacastro.com.br) e muuuuita pesquisa na internet, resolvi ir para Maceió, a capital alagoana que me deixou curioso em visitá-la.

 

Bom, meu roteiro era basicamente gastronômico e não consegui visitar as praias mais famosas da região, como a do Francês, Barra de São Miguel e Gunga. Detalhe: no meio da viagem, descobri o Canyon de São Francisco, mas com pouco tempo, era impossível visitar, mas irá ficar para a próxima, rs.

 

Peguei um vôo de São Paulo-GRU na quinta-feira, dia 13, com o medo mortal de atraso pré-feriado para Maceió, mas ocorreu tudo bem. Ufa!

 

Chegando no aeroporto de Maceió (na verdade é em Rio Largo) e peguei um táxi para a bela cidade. Não vi muita coisa, pois era a noite, mas a primeira impressão que tive, e boa, foi com a hospitalidade das pessoas. Um encanto!

 

Hospedagem

 

 

Como era uma hospedagem curta, eu resolvi ficar em um hotel da Rede Accor Hotels (www.accorhotels.com/brasil) no Ibis Pajuçara (www.ibishotel.com.br), na Praia de Pajuçara, que é uma categoria econômica e é super fácil achar um hotel do Ibis, pois está presente nas principais capitais e cidades do Brasil. O valor da diária (abril/2017) está em R$ 208,00 com café da manhã servido a parte por R$ 13,00 e opção de almoço por R$ 21,00.

 

O legal do Ibis Pajuçara é que os quartos são bem grandes e o atendimento super ótimo. Não fiquei na mão por nenhum segundo. Sempre fui atendido muito bem.

 

Av. Dr. Antônio Gouveia, 277 - Pajuçara, Maceió - AL

 

 

 

 

 

 

 

Gastronomia

 

A gastronomia da cidade é muito rica. Eu adoro comida nordestina (até porque a minha avó é sergipana) e os sabores me atraem muito. Vá sem medo de provar. Prove tudo o que puder, essa é sempre uma ótima dica!

 

Conheci o Divina Gula (www.divinagula.com.br) que é um restaurante tipicamente mineiro. É um dos mais conhecidos e antigos da cidade e a comida é super

 

ótima, com preços bem baratos, que são servidos de forma individual ou para até três pessoas.

Eu experimentei o frango ao leite, com purê de batata doce e gengibre, salada de tomate cereja e arroz de salsa (Por R$ 44,00) prato individual mas que serve duas pessoas. Não deixe de provar o Torresmo de Macaxeira (Por R$ 8,00) e claro, sempre bem acompanhado de um chopp. O tempero da casa é ótimo e com certeza é um lugar que eu voltaria. Vale a visita.

 

 

Outro restaurante que conheci, e perto do Hotel Ibis Pajuçara, é o Imperadordos Camarões (www.imperadordoscamaroes.com.br), um restaurante à beira-mar de frente para a Praia de Pajuçara. Resolvi experimentar o famoso Chiclete de Camarão, que é feito com camarão salteado no dendê e com cinco tipos de queijos que acompanha arroz e batata palha por R$ 69,00. O prato eu comi sozinho rs, mas dá pra duas pessoas se não estiverem com aquela fome de leão.

 

 

 

 

 

 

 

A grande estrela da viagem, pra mim, foi a Bodega do Sertão (www.bodegadosertao.com.br) que oferece a típica comida nordestina

 

em um ambiente bem rústico e aconchegante. O restaurante tem opção a La Carte e buffet. Na minha opinião, os pratos do buffet são mais atraente e você escolhe a quantidade que você quer comer, rs. Gente, vocês não tem ideia do que é este restaurante!!! Simplesmente MARAVILHOSO. 

Eu experimentei o arroz de queijo coalho, buchada de bode recheada com miúdos e a carne de sol com nata. Não deixe de experimentar essas três opções que citei. É inconfundível os sabores e o tempero é maravilhoso. Eu não me lembro o preço do quilo, mas eu paguei em um prato ber servido, rs, o valor de R$ 40,00 a 45,00.

 

 

 

 

 

 

 

 

Praias e passeios

 

Eu não consegui ir nas principais praias, como a do Gunda, Francês e São Miguel. Não tinha o tempo que eu gostaria, então visitei apenas as mais próximas da onde eu estava hospedado, como a Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca. 

Todas são belíssimas e estão uma do lado da outra. Você caminha sem dificuldade alguma entre elas.

 

Na Praia de Pajuçara, não deixe de fazer o Passeio de Jangada (que está bem próximo do Corpo de Bombeiros e da Feirinha de Artesanato) onde você sai da praia em direção a Piscina Natural, que é um banco de areia em alto mar próximo dos recifes e você pode ficar lá por cerca de 1h30 à 2 horas, depende da jangada que você pegar. O valor é R$ 30,00 por pessoa o passeio e não está incluso bebidas e comida. Mas na piscina natural você pode comprar nas "jangadas bar" bebidas como cerveja (R$ 7,00), caipirinha ou caipiroska (R$ 15,00) e um drink feito com abacaxi que é maravilhoso, por R$ 17,00. Tem petiscos também, como camarão e lagosta. É um passeio incrível, não deixe de ir!

 

Visitei também a Feirinha de Artesanato de Pajuçara, onde vários artesãos locais expôem seus produtos. A feira não é muito grande, mas tem ótimas opções e preços ótimos. Você encontrará vários produtos feito com sementes, madeira, renda, etc. Ah, e você também vai encontrar doces típicos e muita cachaça artesanal.

 

Até logo!

 

Sinceramente, eu já sabia que o Nordeste era maravilhoso mas me surpreendeu de tal forma que eu quero voltar e conhecer um pouco mais sobre outras cidades e principalmente Maceió. Eu amei essa viagem. Pessoas muito receptivas, hospitaleiras e simples no seu jeito de ser que a gente se sente muito bem em qualquer lugar. Sem falar nas belezas naturais e gastronomia local excelente.

Nos veremos numa próxima. Até logo Nordeste!

 

 

Please reload